Acanthoscurria geniculata

imagem de total direito de TOCA DAS TARANTULAS

Acanthoscurria geniculata , também chamada de “Tarantula Gigante de Joelhos Brancos, é uma aranha impressionante do Brasil devido ao seu padrão de cor e comportamento. 

Ela persegue furiosamente todas as presas, a Acanthoscurria geniculata muitas vezes pode ser encontrada na lista de favoritos de muitos amadores.


INFORMAÇÕES ESPECÍFICAS

Nome científico : Acanthoscurria geniculata.

Família: Theraphosidae.

Subfamília: Theraphosinae.

Nomes datados: Mygal geniculata  CL Koch, 1841, Scurria geniculata  CL Koch, 1850, Acanthoscurria transamazonica Piza, 1972.

Tipo: Aranha de hábitos terrestres. Quase nunca cava.

Categoria: Tarântula do Novo Mundo. Os pelos urticantes da Acanthoscurria geniculata são incrivelmente fortes.

Pelos urticantes: Sim, tipo I e III (abdômen).

Veneno: Talvez fraco. Não há pesquisas científicas para confirmar isso.

Origem:  Brasil, Amazonia

Altura do corpo: ≤ 8/9 cm.

Envergadura: ≤ 20/21 cm.

Comportamento: Agressividade moderada Alta. A aranha não hesita em deixar cair os pelos urticantes. Embora morder seja apenas a segunda opção, ela geralmente se aproxima do intruso. Tendo em mente que eles podem ser surpreendentemente rápidos, é necessário cuidado extra. A presa nunca é recusada a menos que a aranha esteja perto de trocar de pele (ECDISE).

Taxa de crescimento: rápido.

Expectativa de vida: as fêmeas podem atingir a idade de 20 anos. Os machos morrem por volta dos 4 anos.

PADRÕES

Acreditava-se a um certo tempo no hobby, que a Acanthoscurria geniculata com bandas finas era uma espécie já descrita e diferente, descrita como Acanthoscurria brocklehursti, que por sua vez é um animal sem muitas marcações visíveis e transversais nas pernas, diferente da Acanthoscurria geniculata com bandas finas, após revisão mais recente, com imagens reais e atualizadas da verdadeira brocklehursti (que é chamada de theraphosoides depois da revisão), concluindo assim que são dois animais totalmente diferentes.
Veja nas imagens abaixo os 3 padrões de Acanthoscurria geniculata.

Acanthoscurria geniculata – bandas finas
Acanthoscurria geniculata – bandas médias
Acanthoscurria geniculata – bandas largas

INFORMAÇÕES GERAIS

Primeiros socorros

Acanthoscurria geniculata vive nas florestas úmidas tropicais e quentes do Brasil. As temperaturas excedem 30°C quase diariamente. Entretanto, observe que a aranha em seu habitat natural é protegida desse sol ardente. Portanto, não aqueça o terrário excessivamente.

Fatores ambientais

Temperatura: 25-28 ° C (dia) e 21-25 ° C (noite).

Umidade: 70-85%. 

Terrário

Adulto: LxCxA: 30x40x25.


INFORMAÇÃO PARA OS  CRIADORES

O acasalamento de Acanthoscurria geniculata geralmente ocorre de forma bastante suave, embora a fêmea às vezes se atrase a assumir uma posição muito defensiva.

• Não alimentar por 4-6 semanas (ou mais) após a aranha ter copulado. 

• Nutra a fêmea antes de acasalar. Mas não os engorde.

• As aranhas vão querer se enterrar depois do acasalamento bem-sucedido. Um monte de substrato é necessário para oferecer a ela essa possibilidade.

• Mantenha uma humidade mais baixa (60-70%) pulverizando o terrário uma vez por semana. Após 3 meses, aumente a umidade para 80% para dar à fêmea o ímpeto para iniciar o seu casulo.

• De 4 a 7 meses depois de fazer o casulo, até 600-1000 filhotes podem aparecer. O número pode por vezes aumentar ainda mais. Remova o casulo da fêmea 5-6 semanas depois. Armazenar os ovos na incubadora a uma umidade de 80-90% e uma temperatura de 25-28 ° C.

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s